Setor Industrial

Como Implantar o Gerenciamento de Riscos Ambientais em Minha Empresa

Gerenciamento de riscos

O gerenciamento de riscos ambientais e os cuidados com a segurança de uma empresa ou indústria, de seus trabalhadores e do entorno são orientações que precisam ser seguidas, não só por questões de cumprimento de leis, mas pelo bem-estar dos colaboradores e do meio ambiente.

Porém, ainda há muitas dúvidas que permeiam esse tema, principalmente para aquelas instituições que trabalham com produtos químicos ou perigosos e que necessitam de maior atenção no manuseio ou transporte.

Dessa forma, é de extrema importância entender o que significa risco ambiental, do que se trata o gerenciamento de riscos e como implantá-lo, além de conhecer os principais riscos ambientais a que muitas empresas estão sujeitas, para saber como agir em determinadas situações.

O que é gerenciamento de riscos ambientais 

Inúmeras empresas trabalham com produtos, elementos, substâncias ou em ambientes que, de alguma forma, são capazes de trazer certos riscos ao meio ambiente ou à saúde dos trabalhadores.

A falta de cuidados nesses locais pode representar grandes perigos, demandando bastante atenção, seja no manuseio de material, no armazenamento ou até mesmo no transporte, a fim de evitar problemas como, por exemplo, derramamentos ou vazamentos de produtos.

Sendo assim, é primordial implantar um programa de gerenciamento de riscos ambientais. São análises realizadas por profissionais especializados que verificam os riscos existentes e determinam quais as melhores soluções, bem como a elaboração de relatórios técnicos com todas as informações e as medidas cabíveis.

Além disso, é fundamental cumprir determinações estabelecidas, como o uso de EPIs por parte dos colaboradores, proporcionar treinamentos adequados, plano de ação de emergência, vistorias frequentes, utilização de dispositivos de contenção (bacias de contenção, diques etc.) para evitar acidentes com derramamento ou vazamento dos agentes químicos, entre outras ações.

Dessa forma, seguindo um gerenciamento adequado, é possível que os trabalhadores executem suas atividades de maneira segura, protegendo a si mesmos e ao meio ambiente, sem mencionar os lugares no entorno da empresa.

5 principais riscos ambientais

Além de implantar o gerenciamento de riscos ambientais, deve-se conhecer quais são esses perigos que empresas desses segmentos estão sujeitas a enfrentar para saber como evitá-los. Os principais são:

  • Riscos químicos: são aqueles em que há exposição a substâncias, compostos ou agentes químicos que tanto prejudicam a saúde de uma pessoa quanto o meio ambiente, seja o solo, mar e rios ou o ar. Podem ser elementos sólidos, líquidos ou até mesmo gasosos;
  • Riscos biológicos: muitas vezes imperceptíveis, geram contaminação em massa, sendo causados por agentes biológicos como fungos, bactérias etc., e estão relacionados também à exposição a esses elementos;
  •  Riscos físicos: são aqueles em que os trabalhadores ficam expostos a desgastes físicos em suas atividades e prejudicam sua saúde. São situações como altos ruídos, vibrações, radiação, altas ou baixas temperaturas etc.;
  • Riscos de acidentes: acontecem no momento em que a pessoa sofre algum acidente em máquinas, não utiliza os equipamentos de proteção adequados e se lesiona ou, ainda, quando o armazenamento de produtos não é adequado, por exemplo;
  • Riscos ergonômicos: exposição a trabalhos excessivos, transporte ou manuseio errados de pesos. Em outras palavras, são situações que colocam o trabalhador em risco de alguma maneira.

Assim, para evitar tais situações, o ideal é a implantação do gerenciamento de riscos com as medidas citadas no tópico anterior, garantindo a integridade e a saúde dos profissionais, assim como a conservação do meio ambiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *