Meio Ambiente, Segurança do Trabalho

ESG E COMPLIANCE – EXISTE RELAÇÃO ENTRE ELAS

As relações entre ESG e Compliance são notórias, tendo em vista que o Compliance é parte do ESG, mas não todo ele, já que o ESG se caracteriza como algo mais elaborado. 

Assim, as preocupações em comum entre ESG e Compliance acabam perpassando o conceito de governança corporativa e a gestão de riscos dos negócios.

Mas, para entender essa relação com mais aprofundamento, é preciso entrar em contato com as especificidades de cada um.

O que são ESG e Compliance e quais as suas utilizações?

ESG é uma sigla que se refere a “Environmental, Social and Governance”, em português o ASG – Ambiental, Social e Governança. São os pilares que devem procurar o equilíbrio para que as organizações sejam e prossigam sustentáveis. As preocupações incluem:

  • O ambiental – são os recursos naturais limitados e os impactos causados no planeta;

 

  • O social – são os cuidados com temas como os Direitos Humanos, Direitos trabalhistas, inclusão, diversidade, relacionamentos em geral e a comunidade e

 

  • A governança – momento em que a atenção se volta para o corporativo, riscos, auditorias e, finalmente, o Compliance.

Aqui, começamos a falar sobre o Compliance, que é parte do ESG, mas possui outros elementos que são a sua prioridade. Um erro muito comum nas empresas é acreditar que, por ter a governança bem atendida, os requisitos de Compliance também serão bons, mas isso não procede.

Compliance – requisitos que devem ser atendidos

No geral, os requisitos trabalhados pelo Compliance são:

– A preocupação constante com o código de ética;

– Obter um canal de denúncias independente;

– Preocupação em criar uma cultura de integridade e ética;

– Promover a gestão adequada de riscos e

– Executar uma boa governança.

Assim, é possível destacar que o programa de Compliance não se trata somente da implementação desses pontos, mas de um trabalho que é contínuo e abrangente, o que vai ajudar a empresa a desenvolver, de fato, uma imagem sustentável.

No cotidiano, ESG e Compliance podem trabalhar em conjunto de maneira bastante prática, por exemplo, na gestão de riscos como: a cobertura de crimes ambientais e a identificação do desrespeito às leis trabalhistas, ou seja, identificando pontos que possam ser melhorados.

Se o profissional de Compliance já está acostumado com os temas que vão abordar os riscos para a empresa, o trabalho em conjunto com o ESG deve ser ainda mais abrangente, ou seja, ser capaz de prever os riscos dos negócios, além de conhecer sobre a materialidade da empresa.

A matriz de materialidade nada mais é que estar completamente informado sobre quem são os acionistas, fornecedores, colaboradores, a comunidade e a própria mídia, já que tudo isso pode impactar na organização e, consequentemente, nos riscos do negócio.

Para saber mais sobre ESG e Compliance existem matérias online específicas que ajudam a delimitá-los com maior aprofundamento. 

No mais, a Ambflex está sempre alinhada com todas as boas práticas de condutas ambientais e empresariais.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.