Segurança do Trabalho

Você sabe o que é um produto químico perigoso?

Acidentes com produtos químicos infelizmente acontecem com uma certa frequência. Seja no mar ou na terra, sempre deixam um rastro de destruição à vida humana e ao meio ambiente. Mas você sabe o que é e como é classificado um produto químico perigoso?

Um produto perigoso é aquele que em razão de suas características representa algum tipo de risco ao meio ambiente, à saúde humana e às instituições privadas ou públicas. E quando atinge o meio ambiente causa sérios danos, podendo se tornar emergências ambientais.

Como é classificado um produto químico perigoso?

Os produtos químicos são classificados pela Organização das Nações Unidas (ONU) em até 9 classes de acordo com seu risco e suas respectivas categorias. São elas:

  • Classe 1: Substâncias e objetos muito sensíveis com algum risco de explosão;
  • Classe 2: Gases;
  • Classe 3: Líquidos Inflamáveis;
  • Classe 4: Sólidos Inflamáveis, substâncias com risco de combustão espontânea e aquelas que emitem gases que são inflamáveis quando entram em contato com a água;
  • Classe 5: Peróxidos Orgânicos e Substâncias Oxidantes;
  • Classe 6: Substâncias Tóxicas e Substâncias Infectantes;
  • Classe 7: Material radioativo;
  • Classe 8: Substâncias corrosivas;
  • Classe 9: Substâncias e Artigos Perigosos Diversos.

A indicação da classe do produto deve estar apontada nos rótulos de risco, que são como etiquetas em que as cores, imagens e números variam de acordo com a categoria do produto armazenado.

bacia de contenção

Por exemplo, produtos que tragam algum risco à saúde, possuem rotulagem da cor azul. Enquanto aqueles que possuem perigo de reatividade, são de cor amarela.

Essa rotulação é extremamente importante para que, em casos de vazamento ou derramamento, os responsáveis saibam como agir de acordo com o produto envolvido no acidente.

Quais são os principais riscos desses produtos para o meio ambiente?

A contaminação através de produtos químicos é uma das causas mais preponderantes da poluição de águas subterrâneas e do solo. Mesmo que o local do acidente esteja longe de rios, é impossível impedir que o material líquido não atinja os lençóis freáticos.

E quando atingem rios, mares e lagos, a contaminação dos leitos é quase inevitável, o que causa grande impacto negativo na vida e vegetação aquática. Já em terra, a poluição afeta o ar, o solo e as plantas, atingindo diretamente a vida humana e animal.

Como prevenir o vazamento de produtos perigosos?

O primeiro fator para evitar acidentes químicos é averiguar que o local de armazenamento desses produtos não tenha um grande fluxo de pessoas, sendo o ideal estocá-los em almoxarifados.

Armários com excelente vasão de ar e prateleiras bem firmes e largas ajudam a manter os produtos bem ventilados, fazendo com que dificulte o contato com esses produtos e qualquer risco de contaminação e intoxicação.

Contar com os equipamentos corretos também é extremamente importante. Para o armazenamento seguro, conte com as bacias ou diques de contenção, que além de serem resistentes e duráveis, criam uma proteção extra para os tanques e contribuem com a sustentabilidade.

Forneça EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para os colaboradores e deixe claro a obrigatoriedade em usá-los para o manuseio correto dos produtos. Impermeabilizar a área de armazenamento também é indispensável.

Investir em meios de prevenir o vazamento de um produto químico perigoso, além de estar cuidando da segurança das pessoas e do meio ambiente, fica muito mais em conta do que ter que lidar com as consequências do acidente depois.

Por isso, atente-se às leis e normas sobre o manuseio, transporte e armazenamento dos produtos químicos e siga-as restritamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *