Sustentabilidade

Os perigos da infiltração de produtos químicos no solo

OS PERIGOS DA INFILTRAÇÃO DE PRODUTOS QUÍMICOS NO SOLO

A infiltração de produtos químicos, perigosos ou não, no solo pode trazer consequências sérias, não somente para as empresas que trabalham com armazenamento e transporte desses produtos, mas para todos que trabalham nela, bem como para a sociedade e o meio ambiente de maneira geral.

Além disso, ações judiciais contra empresas que passam por essa situação são danosas para a imagem e dão muito prejuízo.

Atualmente o Brasil possui um sistema articulado de legislação e requisitos legais mais eficientes do que países desenvolvidos como Estados Unidos, China e Japão. Apesar da aplicação e atuação de tais requisitos legais ainda ser moroso, o Brasil vem evoluindo muito na punição contra empresas que cometem crimes ambientais.

Mesmo em tempos de crise e problemas financeiros, várias empresas têm adotado medidas que minimizam vazamentos de produtos no solo, cooperando indiretamente com instituições e ONGs ambientais.

Por isso, elaboramos um guia informativo útil e acessível para que você conheça mais sobre a prevenção de acidentes com produtos químicos, quais os equipamentos de proteção disponíveis no mercado e dicas que poderão garantir a sua segurança, da sua empresa ou armazém e de seus funcionários.

Perigos ambientais – O derramamento de produtos químicos no solo e seus efeitos desastrosos

Existem diversas consequências negativas para o meio ambiente, uma vez que produtos químicos entrem em contato com o solo. Abaixo, listamos alguns dos problemas mais sérios resultantes da interação entre o meio ambiente e produtos tóxicos:

  • Contaminação das águas subterrâneas ou aquíferos: As águas subterrâneas são formadas pelo excedente das águas de chuvas que percorrem camadas abaixo da superfície do solo e preenchem os espaços vazios entre as rochas. No Brasil, os aquíferos contribuem para que boa parte dos rios brasileiros sejam perenes, ou seja, não sequem no período da estiagem. Produtos químicos e/ou poluentes que se infiltram no solo certamente atingirão a água subterrânea podendo chegar a poços artesianos e rios, vindo parar na mesa dos Brasileiros.
  • Redução de fertilidade: um solo que sofre com infiltração de produtos químicos ou poluentes diminui gradativamente sua capacidade de produção agrícola.

Em médio ou longo prazo, essa capacidade pode ser extinta, caso não haja contenção de danos ou recuperação desse solo.

  • Contaminação de alimentos: uma vez que produtos químicos e poluentes atingem o solo, é muito provável que afetem também o alimento que é plantado ali, colocando em risco a saúde de milhares de pessoas que consomem esses alimentos.
  • Desequilíbrio ecológico: o despejo incorreto de resíduos pode desequilibrar permanentemente o ambiente ecológico, prejudicando a diversidade e qualidade de vida animal e vegetal.
  • Entupimento de tubulações: produtos químicos vazados podem entupir encanamentos de empresas, casas, asfaltos, etc., causando graves problemas além de serem muito onerosos. Sempre é bom ficar alerta aos encanamentos para que não ocorra algum tipo de penetração de produtos.

Além das ferramentas que apresentaremos a seguir, existem diversas medidas que podem ser adotadas para controlar esses danos, como a eliminação ou diminuição do uso de pesticidas, a adoção da reciclagem, o reflorestamento e o cuidado contínuo com o solo, para que o mesmo permaneça saudável e funcional.

Acidentes ambientais – como os dispositivos ajudam no combate à infiltração no solo

Para prevenir a infiltração de produtos químicos no solo e suas mazelas futuras, separamos algumas das ferramentas mais promissoras que agem no combate a vazamentos de produtos e que protegem o meio ambiente.

A utilização de tecnologia na concepção do pavimento de uma empresa como o concreto cristalizante ou autocicatrizante ajuda a manter uma base de concreto impermeável por um período de tempo, contudo vale ressaltar que todo projetos de obra civil precisa de um plano de manutenção e anotação de responsabilidade técnica.

Revestimentos de áreas de armazenamento com material apolar e resistente ao ataque químico como o Polietileno de Alta Densidade (PEAD) contribuem muito para manter uma área impermeável, atingindo níveis muito superiores se comparado ao índice de permeabilidade do concreto tecnológico, além de ser mais barato e operacionalmente viável.

Bacias de contenção devidamente projetadas com material resistente ao ataque químico garantem a contenção e controle de áreas de armazenamento e operação de produtos químicos.

Sistemas de drenagem interligados a caixas separadoras de água e óleo ou estações compactas de tratamento que efluentes químicos garantem o devido tratamento da água contaminada antes de voltar ao meio ambiente.

Barreiras de contenção e skimmers funcionam de maneira eficiente mesmo contra vazamentos de produtos inflamáveis como o petróleo em ambientes marítimo e/ou estuarino.

Todos esses dispositivos conseguem, de maneira eficaz, garantir a proteção que o meio-ambiente necessita, bem como o seu patrimônio.

Já sabe como reduzir os perigos da infiltração de produtos químicos no solo? Para mais informações, leia sobre diferentes tipos de fluido que podem afetar o meio ambiente!

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *