Meio Ambiente

Quais os tipos de bacias de contenção existentes e quais suas diferenças!

A utilização de bacias de contenção é essencial a diferentes segmentos industriais e corporativos, tais como empresas responsáveis pelo armazenamento e transporte de materiais poluentes, companhias que contam com geradores a óleo e fábricas em geral.

O principal objetivo dos dispositivos de contenção é, como o próprio indica, conter a ocorrência de vazamentos, uma vez que o contato direto de poluentes com o solo, a água, a pele humana e os animais pode acarretar terríveis danos à saúde e à integridade física.

Tipos de bacias de contenção

Por serem utilizadas em diferentes contextos, as bacias de contenção apresentam características diferentes entre si, como tamanho e material de fabricação. Além disso, com o incremento da tecnologia, esses equipamentos estão cada vez mais práticos e modernos.

bacia de contenção

Hoje, as bacias podem ser encontradas basicamente em três modelos distintos:

Assim, cada material proporciona às bacias características e propriedades físicas e químicas diferentes, porém, hoje, os modelos mais antigos de concreto ou aço, por exemplo, já são considerados ultrapassados por sua pouca praticidade e elevado custo.

Bacias de contenção – Principais diferenças

A aquisição das bacias fabricadas em polietileno de alta densidade, com a nova tecnologia da empresa brasileira Ambflex, tem se mostrado a opção mais acertada para empresas, fábricas, companhias de transporte e demais estabelecimentos que contam com geradores elétricos a óleo.

Para entender melhor as vantagens desse modelo em relação aos demais, confira a tabela comparativa com suas principais características:

 

PEAD Concreto Plástico injetado
Peso Leve, flexível e com gramatura inferior ao concreto e ao plástico injetado Extremamente pesado Moderadamente pesada, porém pouco flexível
Transporte Pode ser dobrada e transportada facilmente para o local em que será aplicada Não proporciona nenhum tipo de movimentação em virtude da sua fabricação e instalação Por não ser dobrável há maior dificuldade em seu transporte e ocupa grande espaço
Resistência e durabilidade Dura muito mais tempo e não reage com os produtos químicos contidos em seu interior Pode rachar por causa da dilatação do material Pode ressecar e reagir com os produtos químicos em seu interior
Eficiência para conter vazamentos Por suas características e alta durabilidade, a bacia de contenção em PEAD é mais eficiente para conter vazamentos É eficiente para conter vazamentos, porém as rachaduras reduzem sua vida útil Ao ressecar e craquelar, há redução em sua eficiência
Custo Ótimo custo-benefício Custo elevado Custo moderado

Ao observar as vantagens das bacias em polietileno de alta densidade para conter vazamentos, não é difícil entender porque empresas dos mais variados segmentos têm dado preferência a elas em detrimento daquelas confeccionadas em aço, concreto e plástico injetado.

Prevenção de derramamentos e suas vantagens

Tendo ciência do modelo mais indicado e eficiente de bacia de contenção, o fabricado em PEAD, é preciso compreender os motivos para se preocupar em prevenir o derramamento de poluentes no meio ambiente.

Em primeiro lugar, é preciso pontuar a responsabilidade ambiental que deve estar presente nos processos desenvolvidos e nas tomadas de decisão do setor industrial, comercial e de transporte, com o objetivo de salvaguardar a integridade das pessoas, animais, nascentes, etc.

Além disso, a ocorrência de vazamentos acarreta o pagamento de multas, taxas, indenizações e pode, até mesmo, interromper as atividades desenvolvidas pela empresa, gerando prejuízos e manchando a imagem da companhia.

Por fim, ao adotar os dispositivos de contenção, é mais fácil identificar vazamentos, reaproveitar combustíveis e substâncias aparadas no interior das bacias e ainda evitar seu contato direto com colaboradores e com o solo, uma medida simples e com ótimos resultados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *